Google Adsense Topo
MEDICINA

Saia como fazer para detectar e controlar à alergia que atinge milhões

A prevenção e o tratamento adequado das alergias - sejam respiratórias, alimentares ou de pele.

09/07/2019 13h55
Por: Willamy Figueira
Fonte: Saúde é Vital
10.102
É investigando as alergias e suas causas que as controlaremos melhor (Foto: Divulgação)
É investigando as alergias e suas causas que as controlaremos melhor (Foto: Divulgação)

Há uma boa e uma má notícia para reforçar no 8 de julho, o Dia Mundial da Alergia. A ruim é que o número de pessoas alérgicas vem crescendo rapidamente – destacamos isso em um episódio do podcast Detetives da SAÚDE. A boa é que, de pouco em pouco, estamos aprendendo a lidar melhor com coceira, vermelhidão, nariz escorrendo e outros sintomas típicos dessa encrenca.

Para lidar bem com as alergias, no entanto, é importante se manter atualizado sobre o assunto. Daí porque, em homenagem a essa data, SAÚDE pinçou destaque dos últimos tempos sobre o tema, da prevenção de crises ao tratamento, passando até por doenças que podem ser confundidas com reações alérgicas.

Principais Sintomas de Alergia Alimentar

Os principais sintomas da alergia alimentar podem surgir até 2 horas depois da ingestão do alimento, bebida ao aditivo alimentar, e geralmente incluem:

  • Coceira e vermelhidão na pele;
  • Placas avermelhadas e inchadas na pele;
  • Inchaço nos lábios, língua, orelhas ou olhos;
  • Aftas;
  • Nariz entupido e escorrendo;
  • Sensação de desconforto na garganta;
  • Falta de ar e dificuldade em respirar;
  • Dor abdominal e excesso de gases;
  • Vômito, diarreia ou prisão de ventre;
  • Ardor e queimação ao evacuar.

A vida com urticária crônica espontânea:

“Esse tipo é um problema autoimune. O próprio sistema imunológico reconhece moléculas e células da pele como estranhas e as ataca. Com isso, temos a liberação da histamina, que é a substância que provoca a irritação”, esclarece o especialista.

A urticária crônica espontânea pode persistir de seis meses a cinco anos. Imagine como é conviver com a coceira todos os dias durante esse tempo — o cenário fica ainda mais dramático se o diagnóstico e o tratamento não forem precisos.

“Sem remediar os sintomas, a pessoa chega ao ponto de não dormir direito, nem de se concentrar no trabalho e nas atividades sociais”, alerta Ensina. Aliás, aquela pesquisa do Instituto Ipsos Brasil mostra que 80% dos entrevistados já deixaram de ir ao serviço por causa da doença.

“O aspecto das lesões interfere no bem-estar. Os portadores têm vergonha de sair de casa ou sentem medo por não saberem quando vão ter as crises”, alega o expert. Segundo o levantamento, 56% dos pacientes relataram sofrer preconceito.

“Eles acabam se isolando e desenvolvendo ansiedade ou um monte de outros problemas psicológicos”, afirma Ensina. Não à toa, 58% dos respondentes do estudo tiveram indícios de depressão ou outro transtorno mental.

O uso da imunoterapia:

Ela é uma das opções de tratamento contra alergias e seu principal objetivo é diminuir o grau de sensibilização a determinadas substâncias e, assim, inibir as reações. Para isso, é formulada de acordo com cada paciente. Aí, são aplicadas doses crescentes do alérgeno causador do problema – normalmente em formato de vacina – até atingir uma concentração de manutenção.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Imperatriz - MA
Atualizado às 19h45
29°
Poucas nuvens Máxima: 36° - Mínima: 19°
29°

Sensação

13.1 km/h

Vento

41.2%

Umidade

Fonte: Climatempo
Arranha-céu
Adsense Sessão Política
Municípios
Banner Sessão Esportes
Últimas notícias
Banner Sessão Entretenimento
Mais lidas
Banner Sessão Saúde
Adsense lateral interna posição 5